Conversas Críticas #01 – Arquitectura e Activismo

Category : Divulgação

ContraBANDO – Rua Mártires da Liberdade, 83, Porto

28.02.2016 -16h00 

Enquadrado na programação de NADA – laboratórios de arte, experimentação e activismo

Nos ultimos 15 anos houve uma reanimação do debate arquitectónico em torno do papel social da arquitectura. Arquitectos militantes, activistas, entre outros, têm questionado os moldes tradicionais da profissão, desenvolvendo formas de intervenção (efémeras ou perenes) que contribuem para uma leitura crítica do actual enquadramento político e económico. A crise financeira de 2008 veio reforçar esta atitude. Jane Rendell chamou-lhe “práticas espaciais críticas” e recentemente têm andado na boca do mundo. Os Assemble ganharam o prémio Turner em 2014, o chileno Aravena é o ultimo Pritker e edifícios como a cozinha comunitária das Terras da Costa dos portugueses Ateliermob e Colectivo Warehouse ganharam o premio Archdaily. Qual o significado deste renovado interesse pela “arquitectura social”?

Na primeira edição das Conversas Críticas, convidamos arquitectos, editores e criticos para apresentarem a sua visão do tema e lançarem pistas para o debate sobre sobre as relações entre arquitectura, activismo e militância:

Sebastião de Botton – Coletivo Warehouse

Pedro Figueiredo e Gui Castro Felga – The Worst Tours

Pedro Bismark – Revista Punkto

Sara Neves – Re-act Urban Festival

Moderação :  Bernardo Amaral

 

Colectivo Warehouse e Ateliermob – Cozinha Comunitária das Terras do Costa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

@