Casa de Condeixa nomeada para os prémios Archdaily 2021 Building of the Year

A Casa de Condeixinha, no centro histórico de Condeixa-a-Nova foi um projecto muito especial para nós, feito em parceria com o nosso amigo e arquitecto Diego Bis. Fomos buscar a base de referencias à arquitectura vernacular local, mas também  à arquitectura brasileira, como Lina Bo Bardi (as escadas são uma reinterpretação das escadas do Solar do Unhão) e João Vilanova Artigas (pavimento em pigmento amarelo remete para o pavimento “caramelo” da FAUUSP).

Também este projecto foi nomeado para o prémio internacional Archdaily Building of the Year 2021 na categoria “Houses”! Consultem mais imagens e desenhos no site e votem no link abaixo:

https://boty.archdaily.com/us/2021/candidates/133063/condeixa-house-slash-baau-plus-diego-inglez-de-souza

Créditos de imagem: Attilio Fiumarella


Apartamento KY nomeado para os prémios Archdaily 2021 Building of the Year

Ficamos contentes com a nomeação do apartamento KY para os prémios Archdaily Building of the Year 2021 na categoria “Interiors”! Um projecto meticuloso e pormenorizado para o artista japonês Kentaro Yamada! Vejam outras imagens do projecto no nosso site e usem o link abaixo para votar:

https://boty.archdaily.com/us/2021/candidates/133028/kentaro-yamada-apartment-slash-bernardo-amaral-arquitectura-e-urbanismo/referal/1b7f11b

 

Créditos de imagem: Attilio Fiumarella


Conversas Críticas #01 – Arquitectura e Activismo

Category : Divulgação

ContraBANDO – Rua Mártires da Liberdade, 83, Porto

28.02.2016 -16h00 

Enquadrado na programação de NADA – laboratórios de arte, experimentação e activismo

Nos ultimos 15 anos houve uma reanimação do debate arquitectónico em torno do papel social da arquitectura. Arquitectos militantes, activistas, entre outros, têm questionado os moldes tradicionais da profissão, desenvolvendo formas de intervenção (efémeras ou perenes) que contribuem para uma leitura crítica do actual enquadramento político e económico. A crise financeira de 2008 veio reforçar esta atitude. Jane Rendell chamou-lhe “práticas espaciais críticas” e recentemente têm andado na boca do mundo. Os Assemble ganharam o prémio Turner em 2014, o chileno Aravena é o ultimo Pritker e edifícios como a cozinha comunitária das Terras da Costa dos portugueses Ateliermob e Colectivo Warehouse ganharam o premio Archdaily. Qual o significado deste renovado interesse pela “arquitectura social”?

Na primeira edição das Conversas Críticas, convidamos arquitectos, editores e criticos para apresentarem a sua visão do tema e lançarem pistas para o debate sobre sobre as relações entre arquitectura, activismo e militância:

Sebastião de Botton – Coletivo Warehouse

Pedro Figueiredo e Gui Castro Felga – The Worst Tours

Pedro Bismark – Revista Punkto

Sara Neves – Re-act Urban Festival

Moderação :  Bernardo Amaral

 

Colectivo Warehouse e Ateliermob – Cozinha Comunitária das Terras do Costa


Concreta 2015

Category : Divulgação

12273596_10153758950048064_6695749579067096995_o

Venham buscar os nossos flyers da autoria da Estufa que se encontram neste momento no espaço da Ordem dos Arquitectos na CONCRETA
Feira de Construção, Reabilitação, Arquitetura e Design.


@
EmailPinterestTumblrBloggerFacebookLinkedInTwitterWhatsAppFacebook MessengerSkypeSMS
EmailPinterestTumblrBloggerFacebookLinkedInTwitterWhatsAppFacebook MessengerSkypeSMS